A aquisição pela Disney do conglomerado 21st Century Fox, controlado por Rupert Murdoch, um negócio avaliado em US$ 66,1 bilhões, representa o maior contra-ataque por uma empresa de mídia tradicional aos gigantes da tecnologia. A aquisição vai mudar o panorama de Hollywood e do Vale do Silício, caso seja autorizada pelas autoridades regulatórias americanas. A Disney agora tem poderio suficiente para se tornar competidora real da Netflix, da Apple, da Amazon, do Google e do Facebook no reino do vídeo on-line, que vem crescendo aceleradamente. Ao mesmo tempo, o acordo significa que um dos estúdios mais célebres, o 20th Century Fox, passará por um “downsizing”, com algumas operações combinadas às dos estúdios Disney e outras redirecionadas à produção de filmes para distribuição on-line.