O governo estuda reduzir as taxas de juros dos empréstimos consignados para servidores públicos, aposentados e pensionistas do INSS. A medida, de acordo com a Secretaria da Previdência, está na pauta da reunião do Conselho Nacional de Previdência Social, que deve acontecer no final deste mês. Segundo a Cobap (Confederação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos), ainda falta definir o percentual da redução que será aplicada. Essa modalidade de empréstimo é uma das opções mais baratas do mercado. Em março, o teto para os juros desse tipo de crédito para aposentados e pensionistas do INSS caiu de 2,34% para 2,14% ao mês e, para os servidores públicos e federais, de 2,5% para 2,2% ao mês.