A equipe econômica avalia antecipar para o dia 15 a revisão da meta estabelecida para redução do rombo nas contas do governo, após tomar conhecimento de que a arrecadação de julho ficou abaixo das projeções oficiais. Dados preliminares indicam frustração de R$ 5 bilhões na receita do mês passado, tornando mais difícil o cumprimento da meta, que prevê déficit de R$ 139 bilhões. A nova meta poderá ficar entre R$ 150 bilhões e R$ 156 bilhões.