A Câmara pode votar, na terça-feira (11), a Medida Provisória que trata da reoneração da folha de pagamentos das empresas. O parecer do relator, deputado Airton Sandoval, beneficiou os setores de transportes rodoviário, ferroviário e metroviário de passageiros (2%); construção civil (4,5%); comunicação (2,5%); tecnologia da informação e comunicação (4,5%); “call center” (3%); circuitos integrados (4,5%); couro (2,5%); calçados (1,5%); confecção/vestuário (2,5%); e empresas estratégicas de defesa para uso militar (1,5%). Além desses setores, a Comissão Mista incluiu transporte rodoviário de cargas (1,5%); empresas fabricantes de ônibus e carrocerias de ônibus (1,5%); empresas fabricantes de máquinas e equipamentos industriais e agropecuários (1,5%).