O relator da Reforma da Previdência na Câmara, deputado Arthur Maia, apresenta seu parecer na terça-feira (18). A tendência é que haja pedido de vista e a votação aconteça entre os dias 25 e 27 de abril na Comissão Especial que trata do tema. O tempo para que os trabalhadores tenham direito ao valor integral da aposentadoria deve cair de 49 para 40 anos. Também deve haver redução de 50% para 30% do “pedágio” (contribuição a mais) para quem estiver na regra de transição poder acessar a aposentadoria. Será fixado o patamar de idades mínimas na transição de 50 anos para mulheres e de 55 para homens. A idade mínima para homens e mulheres de 65 anos será implementada no período de 20 anos. De acordo com a equipe econômica, o impacto das mudanças deve ficar entre 15% e 20% do previsto inicialmente para um período de 10 anos. Considerando uma economia estimada de R$ 750 bilhões a R$ 800 bilhões em uma década, a perda ficaria entre R$ 112 bi e R$ 160 bi.